Faça a consulta do andamento do processo do INSS

Você sabe como fazer para dar início ao processo de aposentadoria? Pois bem. Se você tem mais de 50 anos e já contribuiu com a previdência por mais de 30 anos, pode começar a pensar na aposentadoria. Ela pode ser por tempo de contribuição, integral ou proporcional. Nela os homens tem que ter 35 anos de contribuição e as mulheres, 30 anos. No caso da aposentadoria proporcional, homens precisam ter 53 anos e 30 anos e contribuição e as mulheres, 48 anos e 25 de contribuição. Para fazer o pedido da aposentadoria, o profissional deve agendar horário na Previdência Social pela internet ou diretamente nas agências de atendimento e realizar o processo informado pela previdência.

Já a aposentadoria por idade é concedida para trabalhadores urbanos a partir dos 65 anos e trabalhadoras com 60 e os rurais com 5 anos a menos. Para solicitar a aposentadoria por idade, o profissional precisa estar inscrito na Previdência e comprovar 180 contribuições mensais e estar em atividade na data em quem deu entrada no pedido de aposentadoria. O processo é o mesmo. Para dar entrada, o segurado deve entrar em contato com a Previdência para fazer o agendamento. Neste caso é englobado o tempo em que trabalhou em órgãos públicos e trabalhou como autônomo, desde que tenha contribuído.

consulta do INSS

A aposentadoria especial e por invalidez é concedida aos trabalhadores que correram riscos de saúde ou com sua integridade física. No caso da aposentadoria especial, o profissional deve comprovar, além do tempo de trabalho exigido, os riscos durante sua execução. Neste caso, pode se aposentar com 15, 20 ou 25 anos de contribuição, além de cumprir o período de carência, de no mínimo 180 contribuições mensais. Já nos casos de invalidez, a aposentadoria é concedida em casos que impossibilitem o trabalhador exercer suas atividades. A aposentadoria não é concedida em casos de doenças ou deficiências que impossibilitem o trabalho antes de se filiar à Previdência. Após concedida a aposentadoria, o segurado deve passar por perícia médica de dois em dois anos, caso contrário poderá ter o benefício suspenso.

O auxílio doença não é considerado uma aposentadoria, pois não é definitivo, ele é concedido em casos de impossibilidade de realizar o trabalho, mas com chances de melhora de tal condição.

Consulta processo INSS

Para realizar a consulta do processo de INSS, basta acessar o site http://sipa.inss.gov.br/SipaINSS/pages/consit/consitInicio.xhtml. Caso não tenha acesso à internet, basta ir até uma central de atendimento e verificar com um atendente. No site você também encontra informações detalhadas sobre os tipos de aposentadorias e como consegui-las, sem a necessidade se sair de casa. Para consultar, basta ter em mãos o número do benefício, o nome do beneficiário e a data de nascimento do segurado.

Alguns processos mais complicados necessitam da aprovação de um conselho de recursos, que existe dentro da Previdência Social. Esse conselho controla as decisões do INSS nos processos. Ele também é importante para reavaliação de processos negados pelo INSS, em que os profissionais recorrem para pedir novamente. Para entrar com o recurso, o prazo máximo é de 30 dias após ter recebido a resposta pelo INSS.

Outro site onde é possível realizar a consulta do benefício é http://www.servicos.gov.br/repositorioServico/consulta-situacao-do-requerimento-de-beneficio. Caso prefira, pode ligar no disque previdência, pelo número 135 ou pessoalmente em uma agência do INSS.