Onde consultar o Extrato de Contribuições de Empresas e emissão/pagamento da Guia da Previdência Social (GPS)

Seja trabalhador autônomo ou com registro em carteira, a contribuição com a Previdência Social é obrigatória. Para tanto, é necessário que as empresas e os trabalhadores se regularizem. Além de obterem direitos como a aposentadoria, licença remunerada em caso de doença e licença maternidade, é uma garantia do trabalhador.

Os trabalhadores por registro em carteira, devem obrigatoriamente pagar a contribuição, que é descontada em folha de pagamento, garantindo assim os seus direitos.

Consulta e emissão de Guia para pagamento

A Guia de Previdencia social GPS é o documento para pagamento das contribuições sociais pelo contribuinte individual, empregado doméstico, segurados e empresas. Pelo site http://www.mtps.gov.br/guia-da-previdencia-social é possível gerar extrato GPS, extrato pagamento empresa e consulta INSS empresa, de forma prática e rápida.

A guia de Previdencia Social deve ser impressa e paga nas redes bancárias conveniadas, casas lotéricas ou por débito em conta corrente, facilitando ainda mais o processo.  Caso tenha alguma dúvida, pode se dirigir a um Centro de Atendimento ao Contribuinte da Receita Federal e obter mais informações.

Categorias

Os trabalhadores são inseridos em 5 categorias diferentes, que definem os valores a serem contribuídos com a previdência. A categoria de trabalhadores de carteira assinada, seja em qual área for, incluindo trabalhadores temporários. A segunda categoria engloba os prestadores de serviço, que são contratados por sindicatos ou gestores de mão de obra. A outra categoria é a dos empregados domésticos, que agora também precisam ser registrados. O desconto varia de 8% a 11% do valor bruto do salário, calculado por faixas, de acordo com o valor recebido.

Consultar o Extrato

Ainda existe a categoria dos contribuintes individuais, que são os trabalhadores autônomos e free lancers e também as pessoas que decidem contribuir, mesmo não tendo um trabalho remunerado, como as donas de casa. Nesses casos, a contribuição é de 20% sobre os rendimentos ou 11% do salário mínimo.

Benefícios

Com o pagamento correto da contribuição previdenciária, é possível obter muitos benefícios.

O salário maternidade, por exemplo, é um direito das mulheres quando nascem seus filhos. Varia de 4 a seis meses e o valor é de um salário mínimo por mês, mas pode variar de acordo com a categoria a qual a profissional de enquadra. Para receber o benefício, a mulher precisa estar registrada em carteira ou pagando a contribuição regularmente. O benefício também pode ser concedido em caso de adoção.

Já a aposentadoria especial é concedida por idade e por tempo de serviço para o contribuinte que tenha sua saúde prejudicada durante a execução do trabalho insalubre. No caso, o tempo de contribuição é adicionado de 40% do tempo normal. Podendo adiantar o tempo de aposentadoria.  O período de contribuição para dar o direito de receber a aposentadoria é de 15, 20 ou 25 anos, de acordo com o grau de exposição aos agentes nocivos à saúde.

Já o auxílio doença ou saúde, é concedido ao profissional que sofre algum acidente ou tem algum problema de saúde que o faça se afastar de suas funções por mais de 15 dias. A partir daí, é dada a entrada no processo de auxílio doença, que pode se estender durante o período de tratamento do profissional.