Tetos da aposentadoria do INSS

Os ministérios da Fazenda e da Previdência Social anunciaram recentemente novos valores para o piso e o teto dos benefícios para aposentados e pensionistas. O valor mínimo mudou com o reajuste do salário mínimo de R$ 545,00 para R$ 622. O teto aumentou de R$ 3.691,74 para R$ 3.912,20.

Existe um limite máximo para o desconto do INSS. Quando o empregado tiver como salário um valor superior ao limite máximo de contribuição, só é admissível descontar do salário um valor estabelecido, chamado de teto. Mesmo ganhando mais, não poderá contribuir com mais dinheiro.

Todos os meses, o funcionário terá descontado na sua folha de pagamento o valor referente ao INSS. As porcentagens de desconto irão variar dependendo do salário de cada um. As leis previdenciárias mudam com uma certa frequência, por isso a tabela de descontos do INSS sobre o salário no atual momento é: 

TABELA VIGENTE

Tabela de contribuição dos segurados empregado, empregado doméstico e trabalhador avulso, para pagamento de remuneração

a partir de 1º de Janeiro de 2012

Salário-de-contribuição (R$)

Alíquota para fins de recolhimento

ao INSS (%)

até 1.174,86

8,00

de 1.174,87 até 1.958,10

9,00

de 1.958,11 até 3.916,20

11,00

Tabela de contribuição dos segurados empregado, empregado doméstico e trabalhador avulso, para pagamento de remuneração

a partir de 1º de Julho de 2011

Salário-de-contribuição (R$)

Alíquota para fins de recolhimento

ao INSS (%)

até 1.107,52

8,00

de 1.107,53 até 1.845,87

9,00

de 1.845,88 até 3.691,74

11,00

Estes valores são da Portaria nº. 2, de 06 de Janeiro de 2012, a mais recente.